compartilhar

Em batalha judicial para patentear o nome da filha, Beyoncé diz que Blue Ivy é um "ícone cultural"

A estrela pop disputa os direitos com uma empresária do ramo de casamentos

Beyoncé está em uma disputa judicial com o objetivo de patentear o nome de sua filha, Blue Ivy Carter. De acordo com o site The Blast, documentos apontam uma batalha entre a cantora e Wendy Morales, empresária do ramo de casamentos.

De acordo com os advogados de Beyoncé, a sua filha já é um "ícone cultural", o que daria a ela prioridade pela patente do nome. A disputa já acontece há alguns anos, uma vez que após a cantora tentar patentear o nome, foi impedida por Morales que alegou que já o usa há mais tempo.

No processo, Beyoncé diz que a afirmação de Morales "de que consumidores poderão confundir Blue Ivy, a empresa que planeja eventos, e Blue Ivy Carter, a filha de dois dos maiores artistas no mundo, é frívola e deveria ser recusada inteiramente"

Os advogados da cantora ainda dizem que Morales dirige um negócio pequeno, com apenas três escritórios regionais e poucos funcionários, com fraca presença online e contas em mídias sociais pouco administradas.

Beyoncé ainda esclarece que deseja patentear o nome "Blue Ivy Carter" e não "Blue Ivy". Ela acusa Morales de tentar conectar a marca com o nome de sua filha para aumentar a exposição de sua marca.

No processo ela ainda diz: "Blue Ivy Carter é um ícone cultural que foi descrita como uma "mini estrela" e é celebrada por seus "momentos fashion" durante anos. Sua vida e atividades são seguidas extensivamente pela mídia e público".

A disputa judicial começou em 2017, quando Beyoncé tentou patentear o nome da filha. Pouco depois, Morales, dona da empresa "Blue Ivy" entrou com uma ação impedindo que a cantora tivesse os direitos sobre a marca.

Morales tinha a empresa três anos antes da filha de Beyoncé e Jay-Z nascer. A cantora e a empresária deverão ir à corte para o julgamento da ação pelo nome de Blue Ivy Carter.

 

Fonte: Vagalume

COMENTÁRIOS